terça-feira, 21 de outubro de 2008

POEMA À UMA AMIGA AMADA




Desejo mais é ver seus cachos
coloridos balançar.
Desejo mais é ver o samba aprender a
sambar no seu ritmo.


Desejo que o Rio de Janeiro abra
os braços para aquela que é o genuíno
cartão postal do Brasil, nosso Brasil.


Desejo que seus dias sejam doces
assim como, quase sempre
é o som da sua voz.


Desejo que o amor a encontre
Nem tão cedo, nem tão tarde.
Mas na hora em que estiver preparado
para receber as suas luzes.


Desejo que você se renda aos
encantos da vida, assim como,
há tempos, a vida se rendeu a
sua beleza de existir.


Desejo que as palavras não sejam importantes
pra você, nem mesmo essas.
O seu sorriso fala mais alto ao
ouvidos do coração.


E por fim
Não desejo que você mude,
nem que continue,
apenas desejo que sejas o que estiver sendo, na sua melhor forma de existir.

Um comentário:

Anna Lima disse...

Estou enganada ou esse poema foi mesmo pra Nanda? rsrs.

Lindos poemas!