sexta-feira, 21 de novembro de 2008

SER NEGRO É SER




Ser negro é ter a pele
pintada de dor e beleza.


É ter consciência de que
consciência, ainda não existe.


Ser negro é ser dono da alegria,
e generosamente dividi-la entre
os filhos do preconceito.


Ser negro é ser brasileiro
duas vezes.


É gritar não aos nãos
da vida.


Ser negro é ter a liberdade
disfarçada de alma.


Ser negro é ser.

5 comentários:

Cosme Silva disse...

Ser negro, é fazer de conta que se tem um arco íris sobre a pele. Um grande abraço, linda poetisa.

Fernanda Fernandes Fontes disse...

É ser belo, livre, guerreiro e sonhador, como todos somos, sem qualquer distinção!

Bjs

Eliene Dantas disse...

Olá, gostei demais da sua poesia. obg pela visita

•●Pâm●• disse...

Nossa, essa sua poesia é linda amor. Adorei mesmo ! Beijão ;*
Pâmzinha, http://hey.people.zip.net/

Esther disse...

O mais belo texto sobre negro que já li...
que emoção!!
Sou filha de pai negro e mãe européia, sou cafuza e confusa no discernimento da minha raça,
vou caminhando e aprendendo,
e de aprender vou me inspirando...


beijos,