segunda-feira, 27 de abril de 2009

DECLARA - AÇÕES II




Ninguém vai me convencer que
pouco é melhor do que menos ainda.

Se estou quase -viva, meu
negócio é viver.

Anuncio em primeira mão:
Não aceito nada menos do que
tudo e que tudo não seja suficiente
pra me convencer a aceitar nada.

Se vivo nos extremos é porque
não quero uma felicidade
conjugada.

E se mudo constantemente é
por saber que a vida já se repete
sem precisar de mim.

3 comentários:

RivaEscrita disse...

Menina, continuas a usar palavras igual se usa uma faca: cortantes. Felicidades.

Kândido Soto Mayor disse...

Sintia...tudo pra você é pouco. A vida precisa de você sim, talvez não precise de nós, talvez não precise das minhas mesmices poéticas, talvez não precise das manhãs...Te gosto e beijos.

Paçoca disse...

Eu convenço vc hein?! ;p

BLog maneiroo!